Cuidados com o manuseio do caju para o consumo

Você sabia que para o caju chegar em sua mesa, ele passa por todo um processo de transporte e manuseio? Então saiba que existe uma lista de recomendações técnicas para não danificar o produto. Veja a seguir os principais cuidados que se tem no processo de transporte do caju:

Primeiramente, após a colheita, os cajus são transportados para o galpão nas próprias caixas de colheita, revestidas com espuma. Essas caixas são colocadas no veículo de transporte e o empilhamento deve permitir a ventilação entre elas.

 

Local para embalagens: O galpão onde se deve embalar o produto deve estar localizado no meio da propriedade e as vias de acesso devem ser mantidas em boas condições. O lugar deve ser ventilado, com portas, janelas e acessórios fáceis de serem limpos. Além da proteção contra animais domésticos e pássaros.

Sobre a lavagem: É preciso lavar o produto, pois remove a sujeira vinda do campo e diminui a temperatura do caju, isso ajuda a prolongar a conservação pós-colheita (usa-se água fria a 20°C).

Sobre a secagem: É realizada por meio de ventiladores e não pode circular ar quente sobre o produto. A secagem natural torna a operação mais demorada.

Pré-resfriamento: É feito com ar frio e permite que se faça o resfriamento do produto embalado, o que reduz a perda de água.

Cajueiro da Suco Jandaia recebe certificação orgânica

A Jandaia possui Certificação Orgânica para o plantio, industrialização e distribuição do caju. Essa certificação, que garante a procedência (origem) e a qualidade de seus produtos, só é concedida após uma ampla avaliação que vai desde a fonte de produção agrícola, plantio e colheita de frutos, feita na fazenda Tabajara, até os processamentos industriais, processamento de frutos feito na unidade BR Juice

Veja mais no site da empresa: https://www.sucosjandaia.com.br/cajueiro-da-suco-jandaia-recebe-certificacao-organica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *